pode, pode, pode…

Agosto 1, 2006 at 6:31 pm 3 comentários

calcada11.jpg

O pavimento é pré-existente, já lá está antes de se chegar. O sentido e a direcção é de Quem viaja nele, colocando os pés de acordo com a vontade e o alcance possível.

Podem tornear-se os desenhos, ignorá-los, caminhar a direito, em curvas, arrastando os pés ou saltitando entre figuras… pode decidir-se fazer uma linha recta onde ela não existia ou parar apenas..

A quantidade de opções que se pode é quase infinita. Porque tropeçamos nas que não se pode? e lamentamos não poder voar sobre o pavimento?…

Entry filed under: pensar. Tags: .

minúcia flash

3 comentários Add your own

  • 1. E.A.  |  Agosto 7, 2006 às 6:57 pm

    Definitivamente em curvas, pisando as pedras escuras das ondas do mar.

    Responder
  • 2. viajante  |  Agosto 9, 2006 às 10:11 pm

    claramente num percurso seu… pedras nas profundezas do mar ou na atmosfera rarefeita das montanhas…

    cada um, num seu percurso seu🙂

    Responder
  • 3. cheap hotels  |  Janeiro 17, 2007 às 11:58 am

    cheap hotels

    golf Easter Island usc film school Alec Baldwin mortgage loans stockings free virus scan cheap hotels

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


No meio do molho de chaves

"Twenty years from now you will be more disappointed by the things that you didn't do than by the ones you did do. So throw off the bowlines. Sail away from the safe harbor. Catch the trade winds in your sails. Explore. Dream. Discover." Mark Twain
Agosto 2006
M T W T F S S
« Jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
"bastam dois espelhos opostos para construir um labirinto" afirma J.L.Borges. E cada um, em Si mesmo, é prismático o bastante para o labirinto ser da interioridade de cada um. Por isso, no Labirinto nos procuramos, e ainda que sem fios, dispondo de espelhos.

Artigos Recentes

Blog Stats

  • 27,564 hits

%d bloggers like this: